sábado, 2 de maio de 2009

com caracter de urgência

Não precisei dum átrio de hotel para inventar o Amor com caracter de urgência.Inventei-o em primeiro lugar de forma virtual defronte de um ecran.depressa se transformou a invenção em real numa pequena viagem de carro e barco a caminho duma península.À frente dum peixe grelhado, mais tarde e tendo Pedro Almodovar e o seu Habla con Ella como testemunhas, a minha invenção do Amor ficou mais forte.Nem um louco engano na troca de cores e outras coisas mais para a construção duma maravilhosa mesa de Natal, atrapalhou a minha invenção.Pelo contrário a reforçou com uma surpresa maravilhosa.Um chapéu de chuva ,numa tarde soalheira e ventosa a servir de guarda sol e tapa ventos continuou a saga desta minha invenção do amor com caracter de urgência.Também a meiguice duma gatinha de nome Galapinhos em conjunto com um licor da sogra fizeram parte desta minha descoberta.No meu aniversário o Segredo e o caminho das luzes foram mais indicações seguras de que o amor com caracter de urgência estava a crescera um ritmo sem limites físicos.Fiz escalada e brinquei de baloiço como criança maravilhada com o seu brinquedo preferido: o AMOR ao fim de tantos anos.Jás são inúmeres as bençãos que a Natureza teima em me enviar a dizer que na realidade está a apoiar a minha invenção do amor com caracter de urgência.Não precisei de me atirar ao rio pois a luz de velas acesas e um pôr de Sol deslumbrante me reafirmaram que estava no caminho certo e correcto.Quero e vou continuar a descobri-lo,disvirginá-lo e a inventá-lo. Com caracter de urgência.E um dia que parta desta vida para sempre ainda o estarei a inventar e descobrir.O AMOR tem sempre algo que nos pode surpreender. Inventêmo-lo.COM CARACTER DE URGÊNCIA

2 comentários:

Susana Garcia disse...

Espectacular esse teu texto,e tão real e vivido.
beijinhos.continua amiguinho a desenvolver o teu blogue.

Margarida Piloto Garcia disse...

É importante começar a ler e a seguir o teu blogue "com carácter de urgência".