segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Um começo


Agora
Quis-te
E vieste
Enfim
Escuto o silêncio
Dos teus passos

Acabaram
Os desalentos
Os cansaços
As longas esperas
As noites infindáveis

Agora o Mundo
Já não é Mundo
É um jardim
Já falo
Com as pedras do caminho
Converso
Com o rio
Olho o céu
Agora elé é mais azul
O sol
Mais doirado
As aves permanecem
Todo o ano

Conto-te
As minhas alegrias
A minha esperança
O meu sonho
Como criança
Numa manhã de Natal
A quem deram brinquedo novo

Tenho ilusões
Como ninguém
E espero
E desespero
P'lo teu olhar
Fico em êstase
Na noite dentro de mim
E vou guardar-te
Para sempre
Dentro de mim

2 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho comemorativo lá no blog esperando por vc.

Vc faz parte dessa comemoração.

Bom dia.

beijooo.

Susana Garcia disse...

gostei muito deste teu poema também,aliás já tinha comentado.
beijocas